Documentário sobre Mário Lago estreia no Festival do Rio

ML Tarcísio e Glória (1500x673)

O documentário “Mário Lago” será exibido pela primeira vez no dia 05 de outubro, às 15 horas, no Cine Odeon, como parte da Mostra Retratos no Festival do Rio. Com direção de Marco Abujamra e Markão Oliveira, a narrativa do filme é feita pelo próprio Mário Lago, que nos leva para um passeio sobre sua vida, por meio de entrevistas, composições e frases que continuam acompanhando gerações, sem abrir mão da lucidez e do carisma típicos de um exímio carioca.

Com 96 minutos, o documentário resgata imagens de arquivo raras, como Andrews Sisters cantando “Aurora” com Abbott e Costello no filme “Hold That Ghost, de 1941,  e também alguns depoimentos como o de Lima Duarte. Nele o ator conta o inicio da amizade dos dois na Rádio Tupi e os tempos de boêmia, fechando com uma citação que Mário Lago fez sobre Lima, que segundo ele foi a mais linda homenagem que recebeu em sua vida.

No filme, Mário Lago conta sobre uma época que estava em uma situação econômica difícil, sem trabalho na “lista negra” da ditadura e Dercy Gonçalves quando soube o chamou para participar de um espetáculo. “O melhor cachê é para o Mário” recomendou Dercy. Mas Mário ficou cabreiro com o “estilo de teatro” de Dercy, e foi conversar com a atriz que rapidamente rebate “Mário, o mais importante é o leite das crianças”. O documentário ilustra a história com cena rara dos dois no palco.

Mário Lago foi preso 7 vezes por motivos políticos e um de seus companheiros de prisão foi Pedro, detido na ditadura militar e acusado por engano de comunista. Pedro era uma pessoa humilde e muito jovem na época, que entrou em profundo desespero diante da situação e no documentário ele narra como “Seu Mário” o acolheu do inicio ao fim.

No documentário “Mário Lago”, os 25 anos de carreira na televisão, o amor pelo rádio e a atuação no cinema também são retratados através de trechos raros de programas da rádio nacional, novelas como “O Casarão”, “Barriga de aluguel”, na série “Hilda Furacão” e no filme “Terra em Transe” de Glauber Rocha.

(Visited 13 times, 1 visits today)