Oscar 2014 | Balanço dos vencedores

Academy-Awards

Na noite de ontem, Hollywood parou para acompanhar a entrega do Oscar 2014. Entre os vestidos exuberantes e outros nem tanto assim, as estrelas desfilaram com seus pares na noite mais esperada pelos cinéfilos. Falar sobre justiça no Oscar é sempre delicado. Primeiro porque muitos desacreditaram na premiação no decorrer dos anos, segundo porque a justiça é relativa.

Como qualquer premiação de cinema, os vencedores nem sempre caem no gosto do público, sem falar do lobby exagerado dos grandes estúdios para angariar troféus. Mas como eu previ, esse ano tivemos o Oscar dos justos, onde quem venceu merecia de alguma forma. A Academia deu um novo sopro ao evento, que ainda continua longo demais, mas imperdível. A apresentação de Ellen DeGeneres aliviou a chatice e foi equivalente ao que Tina Fey e Amy Poehler fizeram no Globo de Ouro. Além do timing cômico típico da apresentadora, ela interagiu com os convidados e divertiu sem forçar a barra. Ellen também gerou momentos épicos, como esse:

Oscar Selfie

Falei também que teríamos poucas surpresas. Catherine Martin repetiu a dobradinha com “O Grande Gastby”, vencendo por Figurino e Design de Produção assim como aconteceu em 2002, com “Moulin Rouge – Amor em Vermelho”. No Sindicato dos Figurinistas, “12 Anos de Escravidão” foi o vencedor, o que me levou a crer que o prêmio se repetiria. Já em Design de Produção, também achei que o filme de Steve McQueen levaria a estatueta. De todo jeito, Martin é uma profissional soberba e sua colaboração com Baz Luhrmann, que é seu marido, nunca decepciona. “The Square”, o documentário mais cogitado para vencer a categoria, perdeu para “A Um Passo do Estrelato”. Reafirmo a genialidade de “O Ato de Matar”, que merecia a estatueta.

Em quantidade, “Gravidade” foi o grande vitorioso com sete prêmios. Ele era o favorito nas categorias técnicas e o único que poderia destronar “12 Anos de Escravidão” do prêmio principal. Felizmente não aconteceu. Gosto de “Gravidade”, mas o longa de McQueen destoa dos demais concorrentes. O diretor realiza um filme maduro, nada burocrático, sensível e importantíssimo para a História e para o cinema, fazendo com que seus três prêmios sejam poucos. Foi o primeiro Oscar recebido por Brad Pitt, produtor do drama. Sobre “Trapaça”, cheguei a compará-lo a “Lincoln” do ano passado, mas é bem menos. O problemático filme de David O. Russell recebeu 10 indicações e saiu com as mãos abanando. “Lincoln” pelo menos venceu duas estatuetas. As indicações de “Trapaça” irão servir apenas para colocar na capa do DVD.

Entre os melhores agradecimentos estão o de Cate Blanchett e Lupita Nyong’o. Sobre a cerimônia em geral, destaco a lembrança ao documentarista brasileiro Eduardo Coutinho, que morreu esse ano, e a belíssima performance da cantora Pink em homenagem a “O Mágico de Oz”.

http://www.youtube.com/watch?v=7pzwbywY9h0

Veja abaixo a lista completa dos vencedores da 86ª edição do Oscar:

Melhor Filme
12 Anos de Escravidão
Capitão Phillips
Clube de Compras Dallas
Ela
Gravidade
O Lobo de Wall Street
Nebraska
Philomena
Trapaça

Melhor Direção
Steve McQueen (12 Anos de Escravidão)
Alfonso Cuarón (Gravidade)
David O. Russell (Trapaça)
Alexander Payne (Nebraska)
Martin Scorsese (O Lobo de Wall Street)

Melhor Ator
Bruce Dern (Nebraska)
Chiwetel Ejiofor (12 Anos de Escravidão)
Christian Bale (Trapaça)
Leonardo DiCaprio (O Lobo de Wall Street)
Matthew McConaughey (Clube de Compras Dallas)

Melhor Atriz
Amy Adams (Trapaça)
Cate Blanchett (Blue Jasmine)
Meryl Streep (Álbum de Família)
Sandra Bullock (Gravidade)
Judi Dench (Philomena)

Melhor Ator Coadjuvante
Michael Fassbender (12 Anos de Escravidão)
Barkhad Abdi (Capitão Phillips)
Jared Leto (Clube de Compras Dallas)
Bradley Cooper (Trapaça)
Jonah Hill (O Lobo de Wall Street)

Melhor Atriz Coadjuvante
Lupita Nyong’o (12 Anos de Escravidão)
Jennifer Lawrence (Trapaça)
June Squibb (Nebraska)
Sally Hawkins (Blue Jasmine)
Julia Roberts (Álbum de Família)

Melhor Roteiro Original
Blue Jasmine (Woody Allen)
Clube de Compras Dallas (Craig Borten e Melisa Wallack)
Ela (Spike Jonze)
Trapaça (David O. Russell e Eric Singer)
Nebraska (Bob Nelson)

Melhor Roteiro Adaptado
Antes da Meia-Noite (Richard Linklater, Julie Delpy e Ethan Hawke)
Philomena (Steve Coogan e Jeff Pope)
12 Anos de Escravidão (John Ridley)
Capitão Phillips (Billy Ray)
O Lobo de Wall Street (Terence Winter)

Melhor Fotografia
Inside Llewyn Davis
Gravidade
Os Suspeitos
O Grande Mestre
Nebraska

Melhor Montagem
12 Anos de Escravidão
Capitão Phillips
Clube de Compra Dallas
Gravidade
Trapaça

Melhor Design de Produção
12 Anos de Escravidão
Ela
O Grande Gatsby
Gravidade
Trapaça

Melhores Efeitos Visuais
Além da Escuridão – Star Trek
O Cavaleiro Solitário
Gravidade
O Hobbit: A Desolação de Smaug
Homem de Ferro 3

Melhor Figurino
Trapaça
O Grande Mestre
12 Anos de Escravidão
O Grande Gatsby
The Invisible Woman

Melhor Maquiagem e Penteado
Clube de Compras Dallas
Vovô Sem Vergonha
O Cavaleiro Solitário

Melhor Canção Original
“Happy” (Meu Malvado Favorito 2)
“Let it Go” (Frozen – Uma Aventura Congelante)
“The Moon Song” (Ela)
“Ordinary Love” (Mandela)

Melhor Trilha Sonora Original
Ela
Gravidade
A Menina que Roubava Livros
Philomena
Walt nos Bastidores de Mary Poppins

Melhor Mixagem de Som
Gravidade
O Hobbit: A Desolação de Smaug
Capitão Phillips
Lone Survivor
Inside Llewyn Davis: Balada de um Homem Comum

Melhor Edição de Som
Até o Fim
Gravidade
Capitão Phillips
O Hobbit: A Desolação de Smaug
O Lobo de Wall Street

Melhor Filme em Língua Estrangeira
Alabama Monroe
A Caça
A Grande Beleza
A Imagem que Falta
Omar

Melhor Animação
Frozen – Uma Aventura Congelante
Vidas ao Vento
Os Croods
Meu Malvado Favorito 2
Ernest & Celestine

Melhor Documentário
A Um Passo do Estrelato
O Ato de Matar
Cutie and the Boxer
Guerras Sujas
The Square

Melhor Curta-Metragem
Aquel No Era Yo (That Wasn’t Me)
Avant Que De Tout Perdre (Just Before Losing Everything)
Helium
Pitääkö Mun Kaikki Hoitaa? (Do I Have to Take Care of Everything?)
The Voorman Problem

Melhor Curta-Metragem (Documentário)
CaveDigger
Facing Fear
Karama Has No Walls
The Lady in Number 6: Music Saved My Life
Prison Terminal: The Last Days of Private Jack Hall

Melhor Curta-Metragem (Animação)
Feral
Get a Horse!
Mr. Hublot
Possessions
Room on the Broom

(Visited 13 times, 1 visits today)