Candidato brasileiro ao Oscar 2020, “A Vida Invisível” estreia nos cinemas

Longa é dirigido pelo cineasta cearense Karim Aïnouz e venceu o Grand Prix da mostra Un Certain Regard, no Festival de Cannes | Créditos: Bruno Machado

Longa é dirigido pelo cineasta cearense Karim Aïnouz e venceu o Grand Prix da mostra Un Certain Regard, no Festival de Cannes | Créditos: Bruno Machado

“A Vida Invisível” estreia nesta quinta-feira, dia 21 de novembro, nas cidades de Aracaju, Belém, Belo Horizonte, Brasília, Campinas, Curitiba, Florianópolis, Fortaleza, Goiânia, Jaboatão dos Guararapes, João Pessoa, Maceió, Natal, Niterói, Porto Alegre, Recife, Rio de Janeiro, Salvador, Santos, São José, São Paulo, Teresina e Vitória.

Com distribuição conjunta da Sony Pictures e Vitrine Filmes, o sétimo longa-metragem da carreira do cearense Karim Aïnouz vem conquistando prêmios importantes nos principais festivais do mundo, como o Grand Prix da mostra Un Certain Regard, no Festival de Cannes – inédito na história do cinema brasileiro –, além de prêmios do público de Melhor Filme e do júri de Melhor Fotografia, no Festival de Cinema de Lima; e o CineCoPro Award, no Festival de Munique, recentemente na Espanha, levou três prêmios da Semana Internacional de Cine de Valladolid, incluindo Melhor Atriz parar as protagonistas Carol Duarte e Julia Stokler e o prêmio da crítica internacional, o FIPRESCI.

Nos EUA, “A Vida Invisível” terá distribuição da Amazon Studios e já foi vendido para mais de 30 países, incluindo Grécia; França; Polônia; China; Hungria; Eslovênia; Croácia; Luxemburgo; Bélgica; Holanda; Sérvia; Argélia; Egito; Irã; Israel; Jordânia; Líbia; Marrocos; Emirados Árabes; Reino Unido; Portugal; Itália; Coréia do Sul; Rússia; Cazaquistão; Ucrânia; Taiwan; Suíça; Espanha e Turquia.

Livre adaptação do romance de Martha Batalha, ‘A Vida Invisível’ é uma produção da RT Features, de Rodrigo Teixeira, em coprodução com a alemã Pola Pandora, braço de produção da The Match Factory, de Michael Weber e Viola Fügen, além da Sony Pictures, Canal Brasil e Naymar (infraestrutura audiovisual), e conta com o financiamento do fundo alemão Medienboard Berlin Brandenburg e do Fundo Setorial do Audiovisual/Ancine.

Assista ao trailer:

Na trama, as irmãs Guida e Eurídice são como duas faces da mesma moeda – irmãs apaixonadas, cúmplices, inseparáveis. Eurídice, a mais nova, é uma pianista prodígio, enquanto Guida, romântica e cheia de vida, sonha em se casar com um príncipe encantado e ter uma família. Um dia, com 18 anos, Guida foge de casa com o namorado. Ao retornar grávida, seis meses depois e sozinha, o pai, um português conservador, a expulsa de casa de maneira cruel. Guida e Eurídice são separadas e passam suas vidas tentando se reencontrar, como se somente juntas fossem capazes de seguir em frente.

Com informações da assessoria de imprensa.


Warning: A non-numeric value encountered in D:\Inetpub\vhosts\diegobenevides.com.br\httpdocs\wp-content\plugins\ultimate-social-media-icons\libs\controllers\sfsi_frontpopUp.php on line 59