Tabu, de Miguel Gomes, estreia em junho

Tabu1

Vencedor do Prêmio da Crítica, do 62º Festival Internacional de Cinema de Berlim, e considerado como Melhor Filme Estrangeiro pelo Sindicato Francês da Crítica e Melhor Filme pelo Festival Internacional de Cinema de Cartagena das Índias, na Colômbia, a produção portuguesa Tabu, de Miguel Gomes, conhecido por Cântico das Criaturas (2004) e Aquele Querido Mês de Agosto (2008), estreia nos cinemas do Rio de Janeiro e São Paulo em 07 de junho.

O filme retrata uma história de amor e crime passada em meio ao cenário africano há 50 anos, pouco antes do início da Guerra Colonial portuguesa. De acordo com o diretor, “Tabu” discursa sobre a passagem do tempo, sobre coisas que desaparecem e só podem existir como memória e imaginário: “É um filme sobre coisas que se extinguem. Uma pessoa que morre, uma sociedade extinta, um tempo que só pode existir na memória de quem o viveu. E também quer se relacionar com um cinema extinto. Optamos por rodar o filme em preto e branco, linguagem também à beira da extinção”, explica.

Altamente elogiado pela crítica durante o Festival do Rio e a Mostra Internacional de Cinema de São Paulo, em 2012, o longa também foi exibido em mais de 30 festivais pelo mundo, dentre eles, o Festival Internacional de Cinema de Las Palmas, na Espanha, onde levou o Prêmio do Público. A produção ainda foi escolhida como o 2ª melhor filme de 2012, pela revista inglesa Sight & Sound, propriedade do British Film Institute, além de estar no TOP 10 da publicação francesa Cahiers Du Cinema.

(Visited 13 times, 1 visits today)