flor

TOP 10 | Destaques do cinema em 2018

Há algum tempo, eu evito usar o termo “melhores filmes” para ranquear os meus favoritos do ano. Prefiro usar “destaques” ou “favoritos” mesmo porque me parecem mais adequados. Também tem o fato de que é quase impossível ver todos os filmes

flor

TOP 10 | Destaques do cinema em 2018

Há algum tempo, eu evito usar o termo “melhores filmes” para ranquear os meus favoritos do ano. Prefiro usar “destaques” ou “favoritos” mesmo porque me parecem mais adequados. Também tem o fato de que é quase impossível ver todos os filmes

Aquaman2

Crítica | Aquaman (2018), de James Wan

Relações submersas O cineasta James Wan já provou que entende de mercado. Desde que surgiu como um criador visionário responsável pela franquia “Jogos Mortais” (2004) e desenvolveu seu próprio universo cinematográfico de terror com exemplares de “Sobrenatural” (2010), “Invocação do

Aquaman2

Crítica | Aquaman (2018), de James Wan

Relações submersas O cineasta James Wan já provou que entende de mercado. Desde que surgiu como um criador visionário responsável pela franquia “Jogos Mortais” (2004) e desenvolveu seu próprio universo cinematográfico de terror com exemplares de “Sobrenatural” (2010), “Invocação do

Bohemian Rhapsody3

Crítica | Bohemian Rhapsody (2018), de Bryan Singer

O show tem que continuar Os conflitos de produção de “Bohemian Rhapsody”, que culminaram na demissão do diretor Bryan Singer em dezembro do ano passado, ficaram claros na versão final da obra. Há uma diferença gritante entre o primeiro ato

Bohemian Rhapsody3

Crítica | Bohemian Rhapsody (2018), de Bryan Singer

O show tem que continuar Os conflitos de produção de “Bohemian Rhapsody”, que culminaram na demissão do diretor Bryan Singer em dezembro do ano passado, ficaram claros na versão final da obra. Há uma diferença gritante entre o primeiro ato

Ferrugem_still_1

Crítica | Ferrugem (2018), de Aly Muritiba

Avaliação: 3/5 Grande vencedor do Festival de Gramado 2018, “Ferrugem” é o novo longa-metragem do cineasta curitibano Aly Muritiba, responsável pelo ótimo “Para Minha Amada Morta” (2015). Em cartaz desde o dia 30 de agosto nos cinemas brasileiros, o drama ganha

Ferrugem_still_1

Crítica | Ferrugem (2018), de Aly Muritiba

Avaliação: 3/5 Grande vencedor do Festival de Gramado 2018, “Ferrugem” é o novo longa-metragem do cineasta curitibano Aly Muritiba, responsável pelo ótimo “Para Minha Amada Morta” (2015). Em cartaz desde o dia 30 de agosto nos cinemas brasileiros, o drama ganha