Mercado | UCI Cinemas é líder no circuito cearense de cinemas

Sala IMAX da Rede UCI - Foto: Divulgação

Sala IMAX da Rede UCI – Foto: Divulgação

Há 21 anos no mercado nacional, a UCI Cinemas foi líder de arrecadação no Ceará. Os dados são da ComScore, que contabilizam 974 mil ingressos vendidos no UCI Kinoplex Iguatemi Fortaleza entre 4 de janeiro de 2018 a 2 de janeiro de 2019, apurando cerca de R$ 16 milhões. A outra sala cearense da rede, localizada no Shopping Parangaba, ficou em terceiro lugar do ranking na capital, com público de 470 mil pessoas e mais de R$ 7 milhões de arrecadação, no mesmo período.

Os números não surpreendem para quem é frequentador habitual do complexo, que conta com 12 salas, uma delas especial IMAX, a única do Ceará. Mesmo diante da recente crise econômica, o cinema segue registrando altas bilheterias, especialmente com a ainda crescente onda de lançamentos de super-heróis. De acordo com o Adoro Cinema, “Vingadores: Guerra Infinita” liderou o ranking de arrecadação no Brasil em 2018, com público estimado em 14,5 milhões e faturamento de R$ 237,7 milhões. Títulos como “Pantera Negra” e “Aquaman” também aparecem na lista, reforçando o interesse imediado do público comercial em tais universos cinematográficos.

Além de estar localizado em um shopping tradicionalmente atrativo, o UCI Kinoplex Iguatemi Fortaleza oferece salas com programação prioritariamente comercial. Por sorte, alguns ótimos filmes alternativos também passaram por lá esse ano, ainda que tenham ficado pouco tempo em cartaz, muito provavelmente pela baixa participação de público, como o nacional “As Boas Maneiras”, de Juliana Rojas e Marco Dutra (que acabou tendo mais oportunidade de mercado no Cinema do Dragão, focado em obras fora do eixo comercial); “O Sacrifício do Cervo Sagrado”, de Yorgos Lanthimos, e “Ponto Cego”, de Carlos López Estrada, três dos grandes filmes do ano.

Veja a lista de destaques do cinema brasileiro e estrangeiro lançados em 2018

A sala IMAX, claro, é uma atração a parte, com tecnologia de som e imagem incomparáveis a qualquer outra sala do circuito local, além de ser essencial para a alta demanda de blockbusters que oferecem imersão completa ao público. As demais salas variam na qualidade de projeção. Já não é de hoje que algumas delas, especificamente quatro das 12, apontam a necessidade de revisão e manutenção dos equipamentos – ou mesmo troca. Algumas projeções ficam totalmente prejudicadas por efeitos não planejados, como cores azuladas, foco insuficiente e som abafado. São detalhes que podem passar despercebidos do público em geral, mas como a Rede mantém constante contato com a imprensa especializada, fatos assim costumam ser notados pelos mais atentos aos processos de exibição de um filme.

A UCI Cinemas também segurou a liderança de público no Brasil com a sala carioca do UCI New York City Center, na Barra da Tijuca, que ocupou o topo da bilheteria pelo 20º ano consecutivo. Foram quase 1,4 milhão de expectadores. No ranking de 2018 da ComScore, a rede UCI foi destaque com outros três complexos e tem 4 dos 5 cinemas de maior público do ano. Atualmente, a UCI tem 201 salas, em 13 cidades do país: Rio de Janeiro, São Paulo, Recife, Fortaleza, Curitiba, São Luís, Campo Grande, Manaus, Ribeirão Preto, Salvador, Juiz de Fora, Belém e Canoas.