Filmes de ópera ganham projeção em tela grande em SP

Programação do Festival Ópera na Tela reúne dez filmes inéditos de ópera da temporada europeia recente, um recital com a mezzzo-soprano Valentine Lemercier e um ciclo de palestras ministrado por Sérgio Casoy

Programação do Festival Ópera na Tela reúne dez filmes inéditos de ópera da temporada europeia recente, um recital com a mezzzo-soprano Valentine Lemercier e um ciclo de palestras ministrado por Sérgio Casoy

A primeira edição do Festival Ópera na Tela começa nesta sexta-feira, 18, em São Paulo no parque do Museu da Casa Brasileira, em Itaim Bibi, oferecendo aos paulistanos montagens grandiosas em tela gigante, com alta qualidade de som e imagem, cadeiras confortáveis e preços acessíveis. Depois, as projeções ao ar livre seguem para o Rio de Janeiro, dia 31 de outubro, abrindo a quinta edição carioca do evento no Parque Lage, no Jardim Botânico.

Os títulos, em cópias digitais e legendadas, integraram a temporada europeia recente e trazem diversidade na programação em montagens clássicas e releituras mais contemporâneas, tornando a atualidade lírica mundial acessível ao público brasileiro. Veja a programação completa.

Sucesso há quatro anos no Rio de Janeiro e pela primeira vez e São Paulo, o Festival Ópera na Tela reúne as principais montagens de récitas em exibições na Europa. Exibindo sempre uma récita por dia, em São Paulo poderão ser vistos dez filmes e no Rio, 12.

Entre as atrações estão as mais famosas composições de ópera de nome como Giuseppe Verdi, Franz Lehár, Mozart, Giacomo Puccini, como “A Traviata” (apresentação que marca a estreia do diretor Simon Stone – um dos mais notáveis no teatro hoje – na Ópera Nacional de Paris) e “Falstaff” (a última ópera de Verdi, regida pelo maestro Daniel Barenboim, um dos mais proeminentes músicos do fim do século XX e início do XXI), entre outras.